A estratégia só é eficaz se o timing for bom. Entenda o por que!

O timing é tudo! É ele que vai condicionar o sucesso das ações da sua empresa de marketing e a aceitação do público.

Em uma das apresentações realizadas pela organização TED Talks, Bill Gross discursou sobre quais são os principais motivos para uma startup dar certo. Dentre muitos fatores estudados e milhares de empresas analisadas, o primeiro ponto que parece ser o mais fundamental para o sucesso de um negócio é: o timing.

Claro, uma ideia brilhante com certeza é algo muito importante para que uma startup ganhe relevância, assim como é ainda mais importante as pessoas e os processos que viabilizarão o negócio.

Mas no fim das contas, se essa grande ideia for executada no momento errado tudo vai por água abaixo. Isso é verdade nos negócios de modo geral, assim como é para sua estratégia de marketing digital…

O bom uso do timing

Vejamos, por exemplo, o caso da Oreo durante o Superbowl de 2013, um dos maiores eventos esportivos do mundo. Quando faltou luz no Superdome no terceiro tempo, deixando milhares de espectadores na escuridão por cerca de 1h30, a empresa viu lá uma chance de se posicionar.

Com isso, ela tuitou, “Acabou a luz? Sem problema. Mesmo no escuro, você ainda pode mergulhar seu biscoito no leite” (ou algo do tipo) trazendo no post uma imagem de apenas parte do biscoito no escuro. Não há o que se falar: simplesmente genial!

Em questão de minutos a imagem foi compartilhada centena de milhares de vezes no Twitter e Facebook, gerando para o seu público uma sensação de semelhança e pertencimento. Nunca antes uma marca havia se posicionado de maneira tão rápida e imediata, utilizando-se do timing para garantir o sucesso de uma simples comunicação – claro, feita no momento certo.

O mau uso do timing

Durante este mesmo Superbowl, que tinha como destaque os Baltimore Ravens e os 49ers de São Francisco, a marca Kit Kat provou que em relação ao marketing digital, o timing é tudo. Neste dia, as 6h00 horário de Baltimore, a empresa postou a seguinte frase no Facebook: “Faça uma Super pausa neste domingo com o Kit Kat”.

Embora muitas vezes esse horário possa ser positivo para diversos públicos, para os fãs de São Francisco, o horário local marcava 3h00, o que não preciso nem dizer que é um dos piores horários de tráfego na internet por um motivo bem simples: quase todo mundo está dormindo – ou pelo menos é o que se espera.

Assim, a marca ignorou um importante e imprescindível fator: o timing! Isso ocasionou uma perda de alcance considerável e a possibilidade de se comunicar de maneira impactante para seu público (principalmente por causa do potencial orgânico do algoritmo do Facebook na época).

Entenda o melhor momento para comunicar ao público!

Aqui fica claro que para que uma estratégia seja executada de maneira vitoriosa, é necessário que seja o momento certo (ou propício) para tal. Nada adianta você criar uma linda garrafa térmica com diversos benefícios para manter sua temperatura a um sol escaldante se este lugar esteja passando por um inverno histórico, não é mesmo? Ou seja, para que uma estratégia funcione é necessário que adentremos ao seu mundo e momento.

Como muitos sabem, a melhor forma de vender algo é conseguir se pôr no lugar de quem você está tentando vender. É necessário que se faça a seguinte reflexão: se eu estivesse no lugar dessa pessoa, tivesse tido a mesma vivência, crescido no mesmo ambiente, tido os mesmos hábitos, neste momento, eu estaria disposto a comprar o que estou vendendo?

Muitas vezes essa resposta é algo que carece de muito estudo e pensamento, mas ao mesmo tempo é algo muito intuitivo para todo ser humano. Isso se chama empatia!

Todos nós temos a incrível habilidade de conseguir vestir os sapatos do próximo (uns tem esse talento mais apurado do que outros, admito rs), e isso faz com que todos nós possamos ser excelentes marqueteiros conforme a ocasião pede!

Desta forma, antes de começar qualquer estratégia de marketing (ou até no âmbito geral de um negócio), dê um passo para trás e reveja se ela é realmente útil, ou até melhor, necessária. Pois como toda estratégia busca em seu fim resolver algum problema, é necessário que este exista não concorda?

Para isso, voltamos a nossa questão do timing: a melhor estratégia sempre será aquela que resolva o problema da melhor maneira, daquele grupo, no tempo certo. Então, da próxima vez que decidir inicializar um plano de ação, siga os conselhos de Bill Gross e se pergunte, é o timing correto?

Facebook Comments
  • 2
  • 359

Você pode se interessar por

0 Comentários

Leave A Comment

Seu e-mail não será publicado.

Newsletter