Inteligência Criativa: a busca por profissionais completos

O que realmente engaja os clientes a consumirem algumas marcas no lugar de outras são as mensagens que elas transmitem. Ou seja, as histórias que contam!

Não existe performance sem uma boa criação! A equipe pode ser a mais técnica do mundo, com analistas de dados do MIT e programadores da Stanford University, porém sem um grande diretor de arte e um grande redator, nenhuma campanha é efetiva.

Daí a importância da Inteligência Criativa. O que realmente engaja os clientes a consumirem algumas marcas no lugar de outras são as mensagens que elas transmitem. Ou seja, as histórias que contam!

É a criatividade que inspira as pessoas a tomarem decisões. Porém, não se engane: cada indivíduo reage a um tipo de comunicação da sua própria maneira.

Criar uma comunicação que atende às expectativas da equipe não garante o sucesso de nenhuma campanha. Como sabemos, em muitos casos, uma ideia que parece ótima na sala de criação, às vezes se mostra uma grande “bola fora” para o mercado ou ainda, percebe-se que a mensagem foi criada para a mídia errada.

Criativos precisam entender dados

Atualmente, a criação publicitária, que fica a cargo da empresa de marketing, está passando por uma mudança que será um divisor de águas no que diz respeito à forma como é gerida, pensada e operada.

Eu explico! Com o início da internet e das possibilidades de abastecimento, armazenamento e análise de dados, a forma como as campanhas publicitárias são criadas mudou radicalmente.

A Inteligência Criativa nasce dessa junção entre dados e feeling. Uma criatividade pautada em estatísticas que sugere a construção de uma comunicação mais assertiva e com o timing correto.

Agora, os consumidores não querem mais ser apenas receptores passivos das comunicações que o impactam. Por mais que as campanhas sejam persuasivas (às vezes), é comum que não apresentem um nível efetivo de customização.

Ao mesmo tempo, os clientes estão prontos para canalizarem seus desejos em marcas que entendam suas dores e comportamentos únicos, e que ao mesmo tempo estejam contribuindo com a sociedade de alguma forma. Esse movimento caracteriza bem a ideologia do Ecossistema Digital. 

O usuário quer participar da criação de mensagens, quer se sentir parte integrante e ativa da construção de algo maior, e para isso é preciso compreender profundamente as especificidades de cada classe de persona (público-alvo).

Foco na customização

Toda marca quer ser percebida da melhor forma possível, com uma identidade atraente e altamente valorizada aos olhos de seu mercado consumidor.

No entanto, é preciso ter em mente que dentro de um mesmo nicho existem indivíduos com múltiplas personalidades, costumes e preferências. Uma lógica básica, que muitas vezes é esquecida na busca da “Mensagem Perfeita e Absoluta”

O que estou falando aqui é que cada comunicação deve ser perfeita para cada amostra de seu público consumidor. Não existem mais verdades absolutas, existem ideias perfeitas para uns e ideias perfeitas para outros. O melhor caminho é a rotina de testes.

Exatamente por isso, é preciso identificar os diversos momentos de compra, gatilhos e mensagens que se mostram mais efetivos para cada fatia do seu mercado. Tudo isso é possível com base em insights a partir do uso da Inteligência Criativa dentro de uma empresa de marketing.

Tendência mundial

Com a aceleração da comunicação e a oferta infinita de mensagens que nos impactam todos os dias, de qualquer lugar e para qualquer lugar do mundo, é preciso que as agências criativas desenvolvam um olhar mais analítico para criação de campanhas.

Pesquisas preditivas e dashboards bem construídos permitem que as campanhas sejam mensuradas e otimizadas com base no comportamento do público com cada tipo de comunicação a qual foi exposto. Dessa forma, a verba investida é direcionada com mais precisão e os resultados são potencializados.

Como sabemos o CTR (click-through rate) é a métrica (fórmula) utilizada para avaliar a efetividade das peças criativas, sejam elas um texto de um link patrocinado ou mensagem passada através de um Display.

Parece difícil, mas é bem simples de entender. Suponhamos que estou direcionando duas peças criativas, “X” e “Y” para um mesmo público-alvo.

Para uma delas, a peça “X”, precisei comprar 100 impressões para conseguir 10 cliques. Já a outra peça criativa, “Y”, teve que ser impressa 120 vezes para a conquista dos mesmos 10 cliques.

Isso significa que a peça “X” foi mais bem aceita pelo público, já que precisou ser impressa menos vezes para gerar a mesma quantidade de cliques, portanto, possui um CTR superior ao da peça “Y”.

Passo a passo:

Se

Y -> CTR= 5%

Então

Y precisou de 100 impressões de sua comunicação para conseguir 5 cliques do Público-alvo impactado.

Se

X -> CTR= 10%

X precisou de 100 impressões de sua comunicação para conseguir 10 cliques do Público-alvo impactado.

Ou seja:

A comunicação X engaja mais o público-alvo do que a Y, comprovando a maior efetividade.

Isso fica evidente no artigo postado pelo portal americano In Media Connection. O artigo deixa claro o grau de importância de ter um design gráfico e uma redação de qualidade (criação) na otimização do CTR (cliques/impressões), assim como ter conhecimento dos KPI’s de seus clientes de suas metas de custo por aquisição (CPA).

Leia na integra aqui .

O criativo completo

O criativo munido com inúmeros tipos de informação (preditivas ou pós ação), que vão desde dados demográficos, renda e geolocalização até comportamentos de navegação e dados inseridos em perfis digitais (e-mails, redes sociais e etc), tem consigo a possibilidade de estabelecer uma criação analítica e inteligente. 

Dessa forma, a partir da Inteligência Criativa, todos conseguem atingir seus objetivos com mais dinamismo e em escala.

O anunciante tem seu produto melhor comunicado e consequentemente mais vendas, a empresa de marketing ganha com a felicidade de seu cliente, e o mais importante, o consumidor final é engajado e apresenta uma jornada amigável e rentável até a compra do produto ou serviço anunciado.

Isso tudo só por estar recebendo uma mensagem feita sob medida para ele (customizada).

O método criativo da Marketing Manager

Todos os criativos da Marketing Manager recebem treinamento de Google Analytics e são incentivados a fazerem diversas provas de certificação para validarem seus conhecimentos logo nas primeiras semanas de trabalho.

Além disso, respondemos cuidadosamente uma série de direcionamentos antes de começarmos qualquer processo de planejamento.

Suas respostas são avaliadas em um segundo momento pela área de relacionamento juntamente com a equipe de performance. Logo após essa avaliação interna, tudo é validado com o cliente.

Dividimos os direcionamentos em 4 tópicos principais. São eles:

Mercado

  • Qual o mercado que o seu cliente está inserido?
  • B2B ou B2C?
  • Quem são seu concorrentes diretos e indiretos (Benchmark)?
  • Ferramentas de pesquisa disponíveis?
  • Premissas do mercado?
  • Quais são as personas deste mercado?
  • Sazonalidade do mercado?

Mercadoria

  • O que exatamente é esse produto?
  • O que ele soluciona?
  • Qual o nível de qualidade deste produto?
  • O valor está de acordo com a qualidade?
  • Restrições do produto?

Mídia

  • Qual seria o melhor canal para geração de visibilidade?
  • Qual seria o investimento necessário para gerar essa visibilidade?
  • Qual seria o tempo de necessário para gerar essa visibilidade?
  • O produto é um lançamento ou já possuí branding?
  • Como vou analisar os resultados obtidos?

Marketing

  • Qual seria a melhor mensagem para engajar o público?
  • Qual o posicionamento da marca?
  • Qual seria a melhor Jornada para os clientes?
  • Quais são as Forças e as Fraquezas do produto?
  • Quais são as Oportunidades e Ameaças ligadas ou produto?
  • Como gerar ROI?

Com todas estas respostas em mãos, conseguimos criar comunicações que realmente engajam os consumidores e fazem com que eles se sintam confiantes e a vontade para adquirir os diversos produtos e serviços de nossos clientes.

Gostou da reflexão? Tem alguma dúvida? Procure pela gente nas nossas redes sociais!

Facebook Comments
  • 4
  • 402

Você pode se interessar por

0 Comentários

Leave A Comment

Seu e-mail não será publicado.

Newsletter