Acerte errando! A importância do Teste A/B no Marketing Digital

A ‘Era da Informação’, aliada à rede, resulta em uma enxurrada de ofertas e informações. Conheça a importância do Teste A/B e veja como é possível aumentar a taxa de conversão das suas campanhas.

Você já deve ter visto, no texto sobre o Ecossistema Digital, (se ainda não leu, aproveite o momento!) que a empresa de marketing atual tem parâmetros completamente diferentes de tempos passados para mensurar a eficácia e a qualidade de anúncios na rede.

A fé no criativo perfeito já não se aplica mais. Hoje em dia, de nada adianta cuidar da criação sem o embasamento dos dados. Para uma agência de marketing, atualmente, a solução pode ser encontrada com base nos testes.

Gigantes como Google, Netflix e E-bay têm como característica utilizar o Teste A/B para mensurar o impacto de mudanças e otimizações na navegação dos usuários, por exemplo.

Trata-se de uma mecânica de tentativa e erro que visa identificar qual das opções têm maior aceitação do público-alvo em questão. O Teste A/B é uma forma de otimização focada em testar sempre! A formulação de hipóteses subsequentes ajuda a criar uma rotina de melhoramento contínuo, o que é essencial para alavancar os negócios.

Pense que, justamente, os seus concorrentes estão testando as mais variadas formas de comunicação dentro dos canais digitais. Se você não se emancipar para encarar uma rotina de testes, é bem possível que você perca espaço e até os seus potenciais clientes mudem de lado diante de uma melhor solução.

Qual a importância do Teste A/B?

O tal Teste A/B é a forma mais corriqueira, dentro do marketing digital, de testar dois ou mais elementos diferentes entre si (podem ser anúncios ou até os títulos de uma postagem de blog) com o intuito de descobrir qual estratégia é a mais eficaz.

É uma forma de analisar o desempenho de duas ideias, mostrando diferentes versões a dois públicos idênticos.

O Teste A/B permite a você otimizar a campanha ao descartar aquela opção que menos performa tendo em vista o seu público alvo e os objetivos do projeto. Assim, é possível melhorar a comunicação com o objetivo de aumentar desde conversões até a própria divulgação do seu produto.

Passo a passo

Por onde começar?

No caso de aplicar o conceito a um anúncio, é preciso ter clareza dos seguintes aspectos:

-Objetivo: primeiro, defina quais são os objetivos do seu anúncio. Gerar vendas? Ou aumentar o reconhecimento de marca? É fundamental saber exatamente quais são as metas do projeto para começar a traçar um planejamento voltado aos testes

– Hipóteses: em segundo plano, comece a levantar hipóteses acerca da divulgação e da comunicação do seu anúncio. Como você imagina alcançar os melhores resultados? Crie diferentes planos de ação de acordo com os segmentos que pretende atingir;

-Testes: basta escolher um parâmetro de cada vez.  Assim, entendendo qual o objetivo que deseja alcançar, é possível enxergar qual solução obteve o melhor resultado.

Imagine a cena: você é dono de uma ótica e precisa veicular anúncios no seu site para terminar com o estoque de óculos escuros que sobrou da última remessa.

Mas o que causa melhor impacto: uma foto na praia ou dentro da cidade?

Seguindo a lógica, proponha uma peça A e uma peça B para ser criada dentro da sua página. Com o público alvo definido, faça o teste das duas versões e veja qual performa melhor.

Depois, crie uma peça C, usando um diferente Call to Action para o texto (em vez de “veja mais”, use “conheça”) e compare com a que teve maior alcance na primeira oportunidade.

E assim sucessivamente. Always beta, always better.

Dicas para aproveitar melhor um Teste A/B

Um teste por vez!

Calma com os insights! Fique a vontade para reunir hipóteses e sugerir mudanças, mas teste uma variável de cada vez, analisando seus impactos. Afinal, se você mudar o texto e a imagem de uma comunicação para outra, como saber o que causa a diferença: o texto ou a imagem?

Por exemplo: a imagem A performa melhor em relação à B, mas apresenta texto e imagens de fundo diferentes. Como saber, na comparação com B, se a melhor adesão tem relação direta com o novo texto ou com a nova imagem?

Atenção com as variações!

Trabalhe com diferentes versões, mas não se esqueça: mostre as comunicações sempre a um público semelhante. Só assim é possível mensurar o impacto das mudanças (a não ser que o teste que você esteja fazendo seja de público – no caso este será a variável!).

Automatize o seu processo de testes!

Existem diversas ferramentas no mercado que podem facilitar a organização e análise dos testes por parte de uma empresa de marketing.

Dentre as que tem o uso mais recomendado, destaca-se o Google Optimize. Com base na ferramenta, é possível testar variantes de páginas da web e avaliar o desempenho delas diante o objetivo estipulado.

Paciência para entender os dados!

O período de monitoramento exige paciência. Não inicie um programa de testes se a sua ansiedade por resultados não te permite. Afinal, já ouviu falar que a pressa é inimiga da perfeição, né?

Lançar uma comunicação via anúncio custa. E os gastos com mídia e marketing devem compor o orçamento de forma rentável. Por isso, tenha calma para testar os diversos caminhos possíveis antes de assumir um posicionamento em suas campanhas.

Quer participar das trocas de ideia? Inscreva-se no Creative Intelligence, nosso portal de conteúdo no Youtube, e participe com comentários e sugestões. Aproveite ainda para ficar por dentro dos principais temas e tendências do marketing digital.

Facebook Comments
  • 2
  • 123

0 Comentários

Leave A Comment

Seu e-mail não será publicado.

Newsletter